25 de janeiro de 2015

Gêneros literários

HE'S BACK! 
Olá, amigos leitores  
Fiquei muitooo tempo sem postar algo, peço mil desculpas, mas as coisas estavam meio turbulentas. agora que estou com tempo livre posso me dedicar ao blog como antes.
Vamos ao post \o/


    Imagino que como eu você já tenha ficado com essa pulga atrás da orelha: Porque há tantos gêneros literários e subdivisões? 
    No meu caso, só confunde a minha cabeça. Criei esse post para que vocês possam tirar suas conclusões. Particularmente, achei algumas divisões confusas e semelhantes, mas talvez os ajude pelo menos na hora de escolher um livro específico para a leitura do momento.






Figura feminina/ dilemas atuais


    Gênero literário moderno com livros basicamente escritos sobre mulheres, para mulheres e normalmente por mulheres. Esse gênero retrata a figura feminina moderna, ousada, livre e inteligente. Apresenta um enredo de fácil entendimento e entretenimento, cativante e cheio de humor.
    As protagonistas podem ser de adolescentes a senhoras. Os temas abordados variam, podem retratar seus problemas pessoais ou com outrem sendo eles profissionais, afetivos ou familiares; vícios e, também, distúrbios, discriminações, depressão, dependências químicas – temas comuns no universo pós-moderno.

Ex: Fazendo meu Filme; Os Delírios de Consumo de Becky Bloom; O Diário de Bridget Jones. 



Sem liberdade ou opção de escolha/ tecnologias cyber genéticas/ governo opressor/ pós-apocalíptico

    Esse gênero aborda um futuro imperfeito, fazendo críticas as formas de governo vigente retratado no livro e com uma visão pessimista da natureza humana (anti-utopia).
    A mesma apresenta subdivisões: totalitária, pseudo-utopia, cyberpunk, off-world, apocalíptica, pós-apocalíptica, alienígena, viagem no tempo.
    Em geral, os livros desse gênero estão sendo classificados como ficção científica.

Ex: Jogos Vorazes; Gone; Neuromancer; Divergente.




  Os chamo de: "sem pé nem cabeça" – adoro  

   O universo criado ou os personagens diferem da realidade. Na maioria dos trabalhos, a fuga da realidade é, geralmente, explicada por intervenções de divindades, magia, forças ocultas ou sobrenaturais. 
    Distingue-se da ficção científica e do horror de três formas: temática individual do autor, atmosfera criada e aspecto geral. 
    O universo fantástico funde-se com a realidade. Elementos irreais ou bizarros são apresentados como corriqueiros e habituais. O elemento fantástico não necessita de uma explicação científica ou tecnológica, podendo ser justificado por magia ou qualquer outro fenômeno fora da normalidade.


→ Subdivisão: 
 Fantasia científica: 

    Oferece um pouco de realidade a situações impossíveis de ocorrer no mundo real. 
    Se a obra está recheada com vocábulos ligados a magia e encantamento será uma fantasia científica.
    Ambos gêneros literários, podem acontecer em mundos surreais ou em planetas distantes, mas caso o livro mencione termos relacionados a robôs e ciência, este fará parte do rol da ficção científica.

Ex: Harry Potter; Sookie Stackhouse; Dragões de Éter; Crônicas de Gelo e Fogo; O Nome do Vento.



Ficção somada a ciência

Engloba histórias fictícias, mas que se propõem a fantasiar sobre algo possível, mesmo que não o seja no presente. A ficção científica está sempre lado a lado com a ciência.

Ex: Viagem ao centro da Terra; Mil léguas submarinas; Frankenstein; Viagem a Lua; 1984.



    
   O famoso gênero YA (Young Adult). Engloba livros de fantasia, literatura romântica, graphic novels, entre outros temas afins, e que ao mesmo tempo tenham uma temática mais adulta.
    Os livros deste gênero são direcionados particularmente à faixa etária que vai dos 18 aos 25 anos, estágio que sucede o da adolescência, embora eles contemplem também outros leitores.

Ex: Harry Potter; Academia de Vampiros; O Vale dos Anjos.



     A estrutura desse tipo de narrativa é complexa, já que não acomoda apenas um núcleo, mas várias tramas se desencadeiam durante a narração da história principal. 
Como nos diz o Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa: “Descrição longa das ações e sentimentos de personagens fictícios, numa transposição da vida para um plano artístico”.


→ Subdivisão: 
Romances Históricos
    Como o próprio o nome diz, é um Romance que destaca vida e costumes de certa época e lugar da história. Faz uma mesclagem entre fatos realmente ocorridos e fatos fictícios, somado as características do Romance.

Romance Policial
    Categoria literária estruturada em torno da ocorrência de um assassinato, das indagações, pesquisas, inquirições de testemunhas e, finalmente, da descoberta do criminoso. Todo o enfoque do autor recai sobre o mecanismo de desvendamento dos segredos envolvidos no crime, levado a cabo normalmente por um detetive profissionalizado ou de natureza amadora. 

Ex: A última música; Um dia; Louca por você; Dom Quixote de La Mancha; Orgulho e Preconceito; O Retrato de Dorian Gray; É melhor não saber; Dias Perfeitos; Cilada; Depois do Funeral.


Traduzindo: literatura enferma ou doentia


    Narrativas tristes, melancólicas, algumas até bem depressivas. Os protagonistas em suma estão mergulhadas em enfermidades sérias, são jovens depressivos, anoréxicos, que já cederam à tentação do suicídio, ou por qualquer outro distúrbio que atinja crianças e adolescentes. 
    Nesta etapa existencial conhecida como adolescência, garotos e garotas passam por sofrimentos muitas vezes difíceis de suportar. Com histórias como estas, eles podem ter uma ideia de como outros jovens agem quando atravessam contextos semelhantes ou até mesmo testemunhar dores mais atrozes que as suas. 

Ex: A culpa é das estrelas; Antes de morrer; As vantagens de ser invisível; Extraordinário.



Tensão/ inquietação

    O gênero thriller ou suspense, envolve uma sensação de hesitação ou impaciência diante dos desdobramentos de certo evento. Esta sensação desperta quando uma pessoa sente em seu íntimo uma profunda inquietação ante o desconhecimento das consequências de um fato importante; este recurso está normalmente ligado à impressão do leitor durante a leitura de uma narrativa que envolve elementos dramáticos. 

Ex: Garota exemplar; Bela maldade; Não conte a ninguém; A cabana; Carrie, a estranha.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------


Espero ter esclarecido algumas dúvidas. Gostou do post, quer dizer algo sobre?
Comente e compartilhe conosco sua opinião!



(Fontes de pesquisa: Infoescola e Razão e Resenhas)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...