1 de novembro de 2013

[Entrevista] "O sol negro", de M. C. Pereda

Olá, pessoal! Sei que estou ausente há muitooo tempo, mas estou com várias coisas para postar e novidades, dentre elas a entrevista da Maria Carmen! Elaé a nova parceira do blog e tive a oportunidade de conversar com ela a partir de uma rede social e ela é uma pessoa muito simpática e inteligente.
Em breve teremos no blog a resenha de seu livro!

Sobre...

A autora:
- Maria Carmen Pereda, 49 anos;
- Reside em São Paulo - SP;
- Pseudônimo: M.C. Pereda.

Formada em Química e Ph.D em farmacologia pela UNICAMP. Trabalhei por mais de 25 anos na área de Pesquisa – Desenvolvimento e Inovação de matérias-primas para área cosmética, tendo aprovado mais de 15 patentes e prêmios nacionais e internacionais. Larguei a área de pesquisa científica para ir ao encontro do meu sonho, o de escrever livros, usando minha criatividade associada ao conhecimento científico,  estudo da história do homem, oficial e não oficialmente aceita, e o de Sociedades Secretas, as quais considero guardiãs das informações que se perderam no tempo.

- Links de páginas ou blogs para seguir:

Entrevista

1.  Esta é sua primeira entrevista a algum blog?
 Eu já participei de uma entrevista para uma página do facebook chamada de Caderno de Educação.

2.  Quando você teve a ideia de começar a escrever houve algum motivo especial para isso, alguém da família que já escrevia ou te incentivava a ler, ou você só queria colocar algumas ideias no papel? Conte-nos um pouco sobre sua experiência.
Eu sempre tive uma intuição muito forte, dizendo que eu deveria me tornar uma escritora.
Desde os doze anos de idade eu escrevo, mas nunca havia publicado nada, a não ser em jornais das escolas.
O principal fato que atrasou este início oficial, foi o de querer me tornar uma cientista, pois eu sentia, igualmente, estes dois caminhos dentro de mim.
Tendo realizado praticamente tudo, o que na área científica eu poderia e gostaria de haver feito, há dois anos, troquei este mundo pelo da literatura de ficção-científica, suspense e ação, baseada em muita informação história, científica e de sociedades secretas.
No final, posso dizer que continuo sob o mesmo princípio  pelo qual era guiada, adaptando-o para gerar livros que demandam atividades cheias de pesquisas constantes, imaginação, uso de fatos reais oficialmente aceitos, associados a fatos não oficialmente aceitos, mas que podem ser os verdadeiros, devido as hipóteses apresentadas, ora apenas criativas, ora mais do que reais.

3.  Em geral quais temas você procurou abordar no seu livro?
Em Maio de 2013 lancei o meu primeiro livro: “O Sol Negro – O Retorno das Sociedades Secretas do Vril”, o qual faz parte de uma trilogia.
O Segundo livro, “O Sol Negro – A Cidade Secreta do Vril” estará sendo lançado até Fevereiro de 2014. Este segundo já está praticamente finalizado.
Em ambos os livros, a trama principal envolve um casal, David e Maya, os quais se encontram por pura providência do destino e percebem o quanto tem em comum. Ambos são ligados a sociedades secretas benignas, aquelas que buscam auxiliar o desenvolvimento da humanidade. A partir de seu encontro, a vida pacata que a Dra. Maya vivia, vira de ponta-cabeça, pois David a introduz a um mundo de conspiração e perigo,  que estava a sua volta e ela não de dava conta. A vida deste casal começa a ter uma sequência de fatos sincrônicos, baseados em ocorrências históricas de um passado da humanidade que se ligam a Sociedade Secreta do Vril, uma seita que existiu durante a segunda-guerra mundial e era liderada por vários nazistas, a qual ainda está viva em São Paulo, mantida pelos descendentes daqueles que fugiram da Alemanha em 1945. Passado e presente são uma constante neste livro, regado a cenas de ação, suspense, romance e mistério. Muita informação é passado ao leitor, o qual deverá ter o desejo de conhecer dados instigantes, passados com profundidade, dependendo do tema, para realmente apreciar a leitura.
Interessante e importante frisar que, a história apresentada no primeiro livro, começa e acaba, resolvendo provisoriamente, cada fato apresentado durante a leitura.
O segundo livro continua de onde parou o primeiro, o qual instiga, no último capítulo, a curiosidade do leitor, o qual se dá conta do que poderá esperar no segundo.

Sinopse:
Uma trama envolvente baseada em sociedades secretas que ressurgem no Brasil quando muitos acreditavam que tivessem sido apenas um mito na história entre o fim da Primeira Guerra Mundial e o desfecho da Segunda, cheia de fatos históricos aceitos ou controversos. Muita ação, suspense e romance, tornam “O Sol Negro” único em sua narrativa ousada, direta e sensorial. Em 2011, trabalhando como Diretora de Pesquisa Científica em uma indústria farmacêutica de capital germano-americano, a Dra. Maya Angel introduzia às suas principais colegas de trabalho noções sobre o que ela chamava de “a real história do mundo”, a qual era diferente da contada oficialmente nos livros de história. Muito do que ela apresentava às amigas eram informações e personagens provenientes de sociedades secretas, consideradas por ela como mais “positivas” e focadas no bem da humanidade. Em meio a isso, ela narra a história de Francis Bacon como sendo um dos dois filhos escondidos da Rainha Elizabeth I, apontado também como o real escritor das obras de Shakespeare. As vidas de Francis Bacon e Walter Raleigh são brilhantemente mescladas com a do mago real, John Dee, o qual em 1578, juntamente com eles e Francis Drake, o principal pirata da Rainha, escondem em um poço de uma ilha do Canadá, na Nova Escócia, cristais poderosos conhecidos como as “Chaves de Enoch”. Estes cristais eram as chaves para o domínio da poderosa energia Vril, tão procurada pelos nazistas entre 1939 e 1945. Em meio a assassinatos cometidos pela Seita Vril, liderada pelos alemães que a ressurgiram em São Paulo tal qual era na época de Hitler, surge uma caçada pelos cristais que leva a Dra. Maya e seu novo amor, David Bacon, pertencente a uma sociedade secreta com boas intenções intitulada Sociedade Thule, a resgatar os cristais, antes que eles caíssem em mãos perigosas. Assim, desesperadamente, Maya, David e seus amigos, seguem por vários locais e sítios históricos nas Américas, culminando com o resgate de David Bacon em 12 de Dezembro de 2012, no platô de Marcawasi no Peru, após terem conseguido ativar os cristais, assim gerando uma grande transformação, tanto no planeta como na vida deste casal. 



4.  Você se inspirou em algum outro autor, ou autora, para escrever seus livros?
Eu diria que o principal foi J.J. Benitez, o escritor de “Operação Cavalo de Troia”. Esse série com 9 livros, é um marco da literatura onde ciência e história, oficial e não oficialmente aceita, se mesclam com brilhantismo. Embora nossos estilos sejam diferentes, eu não posso deixar de reconhecer que ambos (eu e o Benitez)  pecamos por excesso de informação passada ao leitor, o que ao mesmo tempo, nos torna únicos em estilo e capacidade de compilar dados, informação, de uma maneira atraente e porque não dizer, divertida.

5.  Foi difícil até que você conseguisse achar uma editora que publicasse seu livro? Como foi sua experiência com os leitores e o retorno que você recebeu após tê-lo publicado?
Sim, encontrar uma editora foi muito difícil. Eu enviei uns 10 a 12 manuscritos a várias editoras e aguardei por quase um ano. Como nada acontecia, acabei contratando uma, das muitas editoras, que publicam mediante pagamento do autor. Essa é uma realidade no Brasil. Um autor desconhecido, tentando publicar o seu primeiro livro e sem patrocinador, terá apenas uma saída: pagar pela sua própria publicação. Eu espero que, dado todo o meu esforço em colocar o livro no mercado e fazê-lo ser conhecido, a partir deste segundo que será publicado, a qualidade e originalidade do meu trabalho possa ser reconhecida.
A reação do público que leu este primeiro exemplar pode ser bem entendida pela excelente avaliação que o livro vem tendo no site do Skoob.
Vale salientar que, para um livro poder vender bem, ele tem que estar na loja física, em local de destaque e distribuído por todo o Brasil. Isso somente acontece com livros que são bem trabalhados a nível de investimento de marketing, por grandes editoras.
A venda do “O Sol Negro – O Retorno das Sociedades Secretas do Vril” é praticamente toda feita pela internet. Ele pode ser encontrado nas lojas virtuais da Editora Schoba, da Livraria Cultura, Martins Fontes, Livraria da Travessa e Saraiva.

6.    Enquanto criava seus personagens se inspirou em algum conhecido, em suas características físicas ou psicológicas? Estou curiosa, aposto que os leitores também, para saber se você tem algum cast em mente para os personagens.
Os personagens foram exaustivamente desenhados, literalmente projetados, quanto a personalidade e aparência física,  incluso seus nomes foram escolhidos e criados devido ao significado em si e a cálculos de numerologia pitagórica, a qual é amplamente aplicada por todo livro, para incluir datas, como no caso dos personagens, sua data de nascimento que se correlaciona a sua personalidade e destino.

7.    Está com algum projeto novo em andamento?
Sim, o segundo livro da Trilogia O Sol Negro, o qual está nos últimos capítulos.

*Recado da M. C. Pereda para outros escritores...

“Siga o seu coração, faça aquilo que o faz vibrar em sintonia com a sua mente divina. Quando você estiver pronto para expressar essa conexão, assim será. Você é o único que o pode fazer e o único que o pode impedir.” 

NOS AJUDE A DIVULGAR ESSA IDEIA...
Se você conhece algum outro escritor novato nos informe para podermos entrar em contato ou lhe envie a entrevista e passe nosso e-mail para que depois possamos publicá-la.  Agradecemos pela colaboração!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...