3 de maio de 2013

Resenha dupla: Delírio e Pandemônio - Lauren Oliver.



Lançamento: 12-03-2012
Páginas: 352
Gênero: Ficção

- COMPRE O E-BOOK R$ 19,90: Gato SabidoSaraiva.com Livraria Cultura.        
- COMPRE O LIVRO R$ 29,90: Livrarias Curitiba;  SaraivaLivraria CulturaMartins Fontes PaulistaSiciliano                              
                                                                                                     
Sinopse:

    Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga todos os cidadãos a serem curados quando completam dezoito anos. As pessoas também enfrentam outras duras imposições das autoridades, como toque de recolher, fiscalização sobre as artes e intensivo controle através de escutas telefônicas e agentes nas ruas, sempre atentos a qualquer atividade suspeita.
    Lena Haloway acredita que todas essas regras são para o bem da população e aguarda ansiosamente o dia de sua intervenção. Essa é a coisa certa e esperada a se fazer. Mas tudo que ela conhecia e em que acreditava desmorona no momento em que Lena se apaixona por Alex. Faltando apenas noventa e cinco dias para sua intervenção, será que Lena ainda escolherá a cura?


Lançamento: 20-03-2013
Páginas: 304
Gênero: Ficção

- COMPRE O E-BOOK R$ 19,90: Saraiva.comLeitura.comAmazonLivraria da TravessaLeitura.com

Sinopse:
    Na série distópica Delírio, Lauren Oliver apresenta uma sociedade em que o amor é considerado uma doença fatal que, para o bem de todos, já pode ser curada pela ciência. Para tratar o amor deliria nervosa, o mais mortal dos males, o governo determina que todos os cidadãos se submetam a uma intervenção cirúrgica ao completarem 18 anos. Livres do sentimento, eles passam a ter uma vida perfeita, sem surpresas ou fortes emoções. Após a cura, cada cidadão é direcionado pelo governo para uma faculdade e lhe é designado um parceiro adequado que o acompanhará por toda a vida.
    Em Pandemônio, o segundo livro da série, Lena Haloway está dividida entre o "antes"- que mostra seu sofrimento por ter perdido Alex ao mesmo tempo que precisa se transformar em alguém forte o suficiente para sobreviver na Selva - e o "agora", seu cotidiano infiltrada na cidade como integrante da Resistência. Ela terá que lutar contra um sistema cada vez mais repressor, sem, porém, se transformar em um zumbi: modo com os Inválidos se referem aos curados. E não importa o quanto o governo tema as emoções: as faíscas da revolta pouco a pouco incendeiam a sociedade, vidas de todos os lugares... inclusive de dentro.

Sem spoiler...
    Bem, a leitura dos dois livros dessa trilogia me surpreenderam bastante o primeiro nem tanto porque eu esperava uma reação mais rápida da Lena e um pouco mais de ação, que acabou acontecendo nos capítulos finais e uma mudança nos planos que me surpreendeu muito e foi bem difícil de acreditar. 
    Pelo jeito meus instintos estavam certos, mais uma vez nos capítulos finais, em Pandemônio houve mais uma reviravolta (quem ler os dois livros irá entender qual foi a sacada da autora) que acabou por revelar que eu estava certa. Pandemônio teve bastante ação em relação ao Delírio, se passando no "agora"- o presente - e no "antes" - o passado - , uma das características legais da escrita da Lauren. Amei mais o segundo livro e estou louca pra ler o terceiro, Requiem, e ver o que o futuro aguarda para as personagens. 



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...