4 de julho de 2013

Apresentando: autora - Mari Scotti.

    Olááá, bookaholics!
    Todos sabem sobre o nosso projeto 'Escritores iniciantes' que já teve cinco autores desconhecidos entrevistados, dessa vez teremos uma autora que já publicou dois livros e que vem ganhando espaço no mundo literário nacional com o gênero de ficção — a Mari Scotti, autora dos livros Híbrida e Insônia.
    Eu amei todas as respostas que ela deu, espero que ela faça muuito sucesso, aliás mais ainda do que já faz. Ela também é a primeira autora parceira do blog e aproveitamos a entrevista para apresentá-la mais a fundo.

A BlogueiraSobre...
  A escritora:
    - Mari Rech Scotti, 33 anos.
    - Reside em São Paulo - SP.
    - Nome que utiliza para assinar seus livros: Mari Scotti.


Morena, fofinha... Adoro brincar com as pessoas, deixá-las felizes, fazê-las rir. Sou bem caseira e família! Evangélica e formada em Recursos Humanos.

- Links de páginas para seguir ou visitar:

Insônia

Híbrida



Entrevista...


1.  Esta é sua primeira entrevista a algum blog ou você já fez outras?
Não, já dei algumas entrevistas.

2.  Quando você teve a ideia de começar a escrever houve algum motivo especial para isso, alguém da família que já escrevia ou te incentivava a ler, ou você só queria colocar algumas ideias no papel? Conte-nos um pouco sobre sua experiência.
Eu sempre curti escrever poesias e musicas, até um dia a minha mãe me mostrar um livro que ela estava escrevendo, este que aliás, será publicado em breve! Tinha uns dez aninhos só e fiquei encantada com a história! Então depois disso fiquei fissurada com a ideia de escrever também... e não parei.

3.  Quantos livros você já escreveu e em geral quais temas você procurou abordar neles?
Publicados tenho dois livros e algumas coletâneas que serão publicadas ainda este ano. São eles: ‘Insônia – Série Nefilins’ e ‘Híbrida – Série Neblina e Escuridão’. Ambos o primeiro volume da série. Nestes me foco no sobrenatural: Anjos, demônios e nefilins para o primeiro e Vampiros, Lobisomens e híbridos no segundo. Costumo sempre infiltrar valores familiares e algum ensinamento de vida em minhas histórias.
Em Insônia temos uma garota que se mete em encrenca e tentando ajudar acaba piorando tudo! Por não confiar e tomar decisões erradas, as consequências são desastrosas. Com esse tema, procuro abordar que em tudo o que decidimos fazer, teremos consequências futuras que serão boas ou ruins, de acordo com o passo que dermos. A frase que sempre uso quando assino o livro é: Reveja suas escolhas!
Em Híbrida já infiltro outros valores como a confiança na família em momentos de diversidade e como ficamos sozinhos quando deixamos de confiar. Além de abordar temas complicados como amizades falsas, alimentar rancor e ódio... em como a inveja nos transforma em pessoas ruins. E igualmente, suas consequências.
Para Híbrida ainda não achei uma frase, andei sem querer até copiando a de uma amiga (foi mal tia Dê! Haha)... mas quem sabe vocês não me ajudam? Que tal: Descubra o sangue que corre em suas veias!






4.  Você se inspirou em algum outro autor, ou autora, para escrever seus livros?
A inspiração sempre veio dos livros do Pedro Bandeira, pois amo a forma que ele encaixa cada situação para no final descobrirmos toda a trama que envolve os Karas, mas depois de adulta, outros autores agregaram valores e posso dizer que a narração da Stephanie Meyer e da Cassandra Clare são minhas maiores inspirações. E de nacionais tenho adquirido algumas musas inspiradoras: Denise Flaibam (ainda vou escrever um livro de fantasia e distopia só por causa de Warthia!), Babi Dewet, Lu Piras, entre outras.

5.  Foi difícil até que você conseguisse achar uma editora que publicasse seus livros?
Eu demorei um pouco a correr atrás de editoras para a publicação, mas enquanto escrevia, fazia minhas pesquisas sobre editoras que publicam nacionais, por isso não acho que foi muito difícil não. Depois que decidi que iria publicar, levei seis meses para ter a primeira resposta.
Vou contar como foi para cada um dos livros:
Insônia: A editora que me encontrou. Não estava preocupada em publicar, pois era muito critica em relação à história, mas deixei divulgada na Mesa do Editor. Um dia recebi um e-mail da Aped me convidando a publicar. Relutei um pouco, mas a Isabella – minha agente – e a Fernanda Reis – escritora e amiga – me convenceram. Não me arrependo nenhum pouco, pois peguei ainda mais paixão por esta obra.
Híbrida: Enviei um resumo da obra para várias editoras, para outras enviei o livro completo, mas a resposta era muito demorada, por isso fui trabalhando no lançamento de Insônia enquanto aguardava. Já tinha desistido de lançar Híbrida quando conheci a Marcia Rubim e o grupo Entre Linhas e Letras, a maioria delas é autor do selo Novos Talentos da Editora Novo Século e falaram super bem, apontando os pros e os contras. Como a Novo Século já havia me enviado uma proposta, mas por medo, eu não tinha aceito, procurei novamente o Editor e dois dias depois estava fechando contrato com a Novo Século! *-*

6.  Enquanto criava seus personagens se inspirou em algum conhecido, em suas características físicas ou psicológicas? Estou curiosa, aposto que os leitores também, para saber se você tem algum cast em mente para os personagens.
Me inspiro muito no cotidiano da minha família principalmente, pois não fui muito cercada de amigos e até publicar, só tinha eles e meus colegas de trabalho para usar como cobaias. Hehe.
Meu cast tem algumas características de Crepúsculo, pois ambos os livros foram fanfics originais inspiradas em Crepúsculo. Por isso, não estranhem, pois apesar da semelhança, as histórias não tem nada de parecidas.

Cast da autora:
*Insônia 
Suzanna: Taylor Swift; 
Pietro: Ian Somerhalder ; 
Arthur: Taylor Lautner.

*Híbrida 
Ellene: Fine Frenzy com os cabelos ruivos; 
Milosh: Ulliel Gaspard ou o Ian; 
Tomás: Taylor Lautner mais adulto; 
Heidy: Kristen Stewart.

Estou procurando um cast com atores nacionais. Logo posto no meu blog.

7.  Pelo que pude perceber “Híbrida” vem sendo seu livro de sucesso, além de “Insônia”, também publicado nesse ano. O que você acha que levou a esse sucesso, o fato da editora de seu segundo livro ser mais conhecida e ter mais publicidade pode ser um dos motivos?
Gostei da pergunta... na verdade, sinto que o Insônia tem sido melhor recebido que o Híbrida, talvez porque tenha vendido mais exemplares do Insônia até este momento, porém percebi que na mídia fala-se mais de Híbrida, um dos motivos com certeza é a capa, pois ficou divina! A capa do Insônia eu mesma que editei e apesar de achar linda, não tem tanto impacto como o vermelhão dos cabelos da Ellene rs.
O fato de publicar por uma editora mais conhecida ajuda muito, porém no Brasil quem faz nome e se faz conhecido é o próprio autor, infelizmente poucas editoras tem o costume de divulgar seus autores menores e cabe a nós fazer todo esse trabalho. Algumas ajudam o que é o caso da Novo Século e da Aped, mas a divulgação deles é muito baixa perto do que o próprio autor faz. Então, sendo sincera, o sucesso se dá mais ao esforço do próprio autor, ao fato da editora ser mais conhecida, à divulgação dos autores amigos, amigos e blogueiros. Além de ter me esforçado para aparecer no máximo de eventos literários que posso. Quanto mais as pessoas nos veem, mais querem conhecer nosso trabalho, graças a Deus! rsrs

8.  Uma área de escrita que vem sendo explorada atualmente pelos escritores brasileiros é a de ficção, seus livros envolvem esse gênero. Houve alguma rejeição da parte dos leitores por você escolher esse tema para tratar em sua escrita, uma certa ‘descriminação’? Como foi sua experiência com os leitores e o retorno que você recebeu após tê-los publicado?
Até o momento a maior discriminação que recebo é por serem vampiros, no caso de Híbrida. A maioria das pessoas descobre que sou apaixonada pela Saga Crepúsculo – o que faço questão de contar! – e já esperam encontrar o Edward e a Bella em minha narrativa. Antes mesmo de ter o trabalho de ler, julgam e descartam o livro. O fato de serem vampiros também afastou muitos leitores cristãos, pois os vampiros são seres considerados demônios e dificilmente evangélicos leriam, porém como sou evangélica, tenho conseguido quebrar esse pré-conceito na maioria das pessoas que me procuram para falar sobre o assunto.
A fantasia no Brasil é mais difícil de ser lida, mas não vejo impossibilidades, mas possibilidades, pois muitas pessoas podem descobrir o amor pela fantasia após ler um dos meus livros e espero muito que isso aconteça!
Até agora o retorno tem sido positivo, mesmo daqueles que esperavam outra historia de Crepúsculo. Fico feliz em dizer que todos os que deram uma chance aos meus livros, retornaram com palavras positivas e incentivadoras! Amo demais meus leitores!

9.  Está com algum projeto novo em andamento?
Mais ou menos rs. Preciso finalizar as duas séries então tem sido meu foco no momento, mas pretendo publicar – assim que possível –, um romance romântico que estou quase finalizando. É uma história diferente, a protagonista é gordinha, cantora, tem asma (nada parecida comigo auahauha) e sofre muito bullying.

**Algo que vocês não sabem é que deixo em aberto no fim da entrevista para que o autor acrescente alguma pergunta. Neste caso a Mari adicionou uma curiosidade:

Por que publicou dois livros tão perto um do outro?
Insônia era para ser lançado em dezembro de 2012, mas devido algumas dificuldades, a editora colocou em pré-venda apenas em março de 2013. Híbrida era para lançar em julho de 2013, mas a Novo Século programou para maio. Coincidiu de ambos serem lançados em abril e maio respectivamente, o que me deixou doida divulgando! Hahaha. No começo achei ruim, pois queria a distancia de seis meses justamente para me dedicar apenas a um deles por vez, mas agora já me acostumei à rotina de falar dos dois livros e divulgar a ambos igualmente. O que me traz felicidade é que estão disponíveis para a leitura e o maior sonho de quem escreve, é ser lido! <3

*Recado da Mari Scotti para outros escritores...
Leia muito e escreva muito! São ferramentas poderosas para amadurecer sua escrita. E não seja apressado. Finalizou seu livro? Não corra para conseguir uma publicação, releia, reescreva se achar necessário, dê a um amigo sincero para que leia e opine. Quanto mais dedicação tiver sobre a obra, maiores chances de ser publicada e aceita pelos leitores. E não desista, esta carreira é quase solitária, mas não impossível de avançar e vencer!

NOS AJUDE A DIVULGAR ESSA IDEIA...
Se você conhece algum outro escritor novato nos informe para podermos entrar em contato ou lhe envie a entrevista e passe nosso e-mail para que depois possamos publicá-la.  Agradecemos pela colaboração!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...