3 de agosto de 2013

O primeiro heroi negro da literatura fantástica.

    Passeando pelo site de uma de nossas parcerias editoriais, o Grupo Editorial Autêntica, eis que me deparo com a divulgação do livro O rei negro, do autor Mark Menozzi, em que dizia que o protagonista da história, o Príncipe Manatasi, é o primeiro heroi negro do universo fantástico. O que me levou a pensar em outros herois negros de livros que já li ou que ouvi falar. Cheguei a conclusão de que não tinha NENHUM! Aliás, se eu não for contar os livros de História que falam sobre a escravidão (posso até estar equivocada).
    Sério, fiquei pasma e pensei por que raios ainda não tinha ouvido falar de outros personagens principais negros. Poxa gente, até na literatura fantástica existe racismo? Qual é. O pior é que não percebemos. Usamos a escrita para nos expressar, colocar sentimentos e ideias para fora e por que não extinguir o tabu que é o racismo, que todos fingem não existir? Quem sabe agora com a saga do Mark as coisas mudem.
    A capa do livro ficou PER-FEI-TA, toda misteriosa e poderosa. Fiquei super afim de lê-lo.
Sinopse:
Pela primeira vez na literatura fantástica, um protagonista negro, herói de grande força e magnetismo! 
Valdar é um mundo vasto e antigo, um universo habitado por povos profundamente diferentes entre si, que, ao longo dos séculos, foi sendo delineado pela beleza de suas civilizações e pela terrível e ancestral violência de suas guerras. Nessa impetuosa mistura de destinos de Valdar, a vida do jovem soberano Manatasi parece transcorrer ao largo dos grandes eventos que forjam a história do lugar. Porém, tudo está a ponto de mudar. A conclusão da construção de Kemyss, a babélica cidade da esperança, faz com que o Príncipe inicie uma jornada rumo aos majestosos muros da cidade, e, assim, dará início a uma grande viagem de descoberta. Manatasi deixa para trás suas florestas junto a Sirasa, fiel xamã de espírito irrequieto, e passará por aventuras e batalhas durante seu caminho. O Rei Negro é, ao mesmo tempo, uma saga fantástica tradicional, impulsionada pela força magnética e irrefreável de seu protagonista – primeiro herói negro do universo fantástico –, bem como um desafio literário novo.
O autor:


  •          Mark Menozzi
    Nasceu em 1974, numa pequena cidade entre as regiões italianas do Piemonte e da Ligúria, onde trabalha como bombeiro hidráulico e esconde seu incrível talento de contador de histórias. Há dezessete anos, todas as noites de sexta-feira, um grupo de amigos se reúne em sua casa, atraído pelas histórias, tramas e epopeias que, inevitavelmente, brotam de sua imaginação. É o criador de Valdar, continente em que transcorre este seu primeiro romance e também o RPG que dele se originou. Um mundo que, é provável, Menozzi conhece melhor do que o mundo real.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...