15 de janeiro de 2014

Marcelo Hipólito e "O Mago de Camelot"

Olá, pessoal! Mais uma entrevista fantástica cedida para o blog. Que tal adentrar pelo cenário criado por Marcelo Hipólito e conhecer, ou redescobrir, Merlin - o homem mais influente da Idade das Trevas?
Está esperando o quê?! 


Sobre...

O autor...
- Marcelo Abrunhosa Hipólito
- Pseudônimo: Marcelo Hipólito
  
MARCELO HIPÓLITO é um escritor brasileiro, nascido em São Paulo. É autor dos romances O Mago de Camelot: a saga de Merlin para coroar um dragão (Novo Século, 2013), Osíris: deus do Egito (Marco Zero, 2009) e Lúcifer: o primeiro anjo (Marco Zero, 2006).

Hipólito participa das antologias Fiat Voluntas Tua (Multifoco, 2009) e Metamorfose: a fúria dos lobisomens (All Print, 2009). Além disso, é autor do e-book Dullahan: os cavaleiros sem cabeça (Navras Digital, 2013) e coautor de diversos contos publicados em língua inglesa, nos Estados Unidos, Reino Unido e Espanha, dentre os quais se destaca Eternal Grief, indicado para melhor conto de horror nos Estados Unidos, em 2003, pelo Preditors & Editors Readers Poll.

Hipólito é também diretor de três filmes de curta-metragem de ficção, roteirista de cinema e produtor de teatro.

- Links de páginas ou sites para visitar:









 Booktrailer




Entrevista...

1.  Esta é sua primeira entrevista a algum blog.  
Não, mas gosto de dar entrevistas. É uma forma bem interessante de se comunicar com seu público.

     2. Quando você teve a ideia de começar a escrever houve algum motivo especial para isso, alguém da família que já escrevia ou te incentivava a ler, ou você só queria colocar algumas ideias no papel? Conte-nos um pouco sobre sua experiência. 
    Por volta dos doze anos, tive uma professora de português que me incentivou a escrever. Foi a primeira pessoa a enxergar que eu tinha algo a oferecer como escritor.

      3. Quantos livros você já escreveu e em geral quais temas procurou abordar? 
    Sou autor dos romances O Mago de Camelot: a saga de Merlin para coroar um dragão (Novo Século, 2013), Osíris: deus do Egito (Marco Zero, 2009) e Lúcifer: o primeiro anjo (Marco Zero, 2006). Além disso, escrevi o e-book Dullahan: os cavaleiros sem cabeça (Navras Digital, 2013). Sou também coautor de diversos contos publicados em língua inglesa, nos Estados Unidos, Reino Unido e Espanha, dentre os quais se destaca Eternal Grief, indicado para melhor conto de horror nos Estados Unidos, em 2003, pelo Preditors & Editors Readers Poll. As capas e maiores informações sobre os livros, você encontra em meu site: www.marcelohipolito.com
    Gosto de escrever sobre temas épicos, recheados de mitologia, história e fantasia. Pesquiso muito um tópico, antes de começar a escrever sobre ele.



Sinopse:

De uma infância pobre e sofrida à irresistível ascensão aos salões dos grandes reis; de um começo sem esperanças ao despertar de um poder inigualável e temido, Merlin vem a se tornar o homem mais influente da Idade das Trevas. Confidente supremo do rei Artur e maior conselheiro da corte de Camelot. Misterioso e enigmático. Amado e odiado. Druida, monge e mago. Na Britânia do Século V da Era Cristã – abandonada pela queda do Império Romano à barbárie dos invasores saxões –, Merlin surge para impor um novo tipo de rei a um povo abatido e desesperado, alterando, para sempre, não apenas o destino dos britânicos, mas de toda a humanidade. A saga de um homem determinado a erigir uma civilização de paz e justiça numa terra devastada pelo caos e pela guerra irrompe em uma aventura épica e brutal que equilibra realismo duro com doses amargas de magia.



     4. Você se inspirou em algum outro autor, ou autora, para escrever seus livros? 
J. R. R. Tolkien.

5. Foi difícil até que você conseguisse achar uma editora que publicasse seus livros? Como foi sua experiência com os leitores e o retorno que você recebeu após tê-los publicado?
   São duas as maiores dificuldades para se conseguir uma editora: escolher a editora certa para o seu livro e ter a sorte de ser selecionado por ela. Acho que o elemento sorte é forte nessa equação, mas algo que pode ser feito para ajudar é fazer uma seleção rigorosa das editoras que existem no mercado, identificando aquelas cujo perfil editorial melhor se ajuste com a proposta da sua obra.
   A reação dos leitores tem sido a melhor possível. Tenho constatado, em geral, uma apreciação muito boa da obra, o que é muito gratificante, pois escrevo para a satisfação do leitor. Desde meu primeiro romance, “Lúcifer – O Primeiro Anjo”, procuro conservar uma boa relação com meus leitores e estou sempre aberto a críticas e sugestões que possa incorporar ao meu trabalho. Para aqueles que desejarem, podem me contatar através de meu site www.marcelohipolito.com e meu e-mail marhipolito@gmail.com

6.  Enquanto criava seus personagens se inspirou em algum conhecido, em suas características físicas ou psicológicas? Estou curiosa, aposto que os leitores também, para saber se você tem algum cast em mente para os personagens.
 Meus personagens são mais inspirados em mitos. Gosto de deixar a imaginação solta quando os crio, por isso não utilizo referências de conhecidos.

7.  Está com algum projeto novo em andamento? 
Sim, algo bem diferente e inovador. Será uma grande surpresa!


*Recado do Marcelo Hipólito para outros escritores...

 Leiam muito. Todo escritor é antes de tudo um leitor contumaz.


NOS AJUDE A DIVULGAR ESSA IDEIA...
Se você conhece algum outro escritor novato nos informe para podermos entrar em contato ou lhe envie a entrevista e passe nosso e-mail para que depois possamos publicá-la.  Agradecemos pela colaboração!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...